28 dez 2020

Biosseguridade e cuidados com o manejo animal podem prevenir pandemias futuras

aditivos Aves ICC BRASIL


O que a Covid-19, a peste bubônica da Idade Média, a gripe espanhola de 1918, a influenza aviária H5N1, de 2005, e a gripe suína (ou H1N1), de 2009, têm em comum? Além de serem consideradas pandemias históricas, as doenças surgiram ou possuíram como hospedeiro um animal. Isso levanta uma importante questão: a importância dos cuidados sanitários na produção animal.

Um estudo do Insper (instituição de ensino superior e de pesquisa) sobre os Impactos da Covid-19 no agronegócio e o papel do Brasil mostra que cerca de 70% dos surtos emergentes de doenças infecciosas humanas são zoonoses. Entre as enfermidades estão Ebola, Influenza, SARS e a COVID-19. Esse entendimento é fundamental para identificar, gerenciar e prevenir surtos futuros.

A pandemia do novo coronavírus também trouxe à tona o conceito de One Health, popularizado nos anos 2000. Conhecido como Saúde Única (em português), o termo trata da integração entre a saúde humana, a saúde animal, o ambiente e a adoção de políticas públicas efetivas para prevenção e controle de enfermidades trabalhando nos níveis local, regional, nacional e global.

Manter a saúde e seguir as normas de biosseguridade na produção animal são essenciais para desacelerar a transmissão dos vírus e diminuir os níveis de contaminação. Considerando que o Brasil é um dos principais países produtores e exportadores de alimentos de origem animal, o controle sanitário se torna cada vez mais relevante para o crescente sucesso de nossas produções.

“A biosseguridade é um conjunto de procedimentos técnicos diários aplicados em granjas e em pastos, com o objetivo de prevenir, impedir ou reduzir a disseminação de agentes ou doenças, controlando os desafios enfrentados na produção. Dentre os diversos procedimentos podemos destacar os seguintes:

  • A localização da instalação, de preferência longe de outras criações, em um local tranquilo e com barreiras de proteção;
  • O controle de pássaros, roedores, animais silvestres e moscas para evitar a transmissão de doenças;
  • A entrada de animais, bem como a aquisição de insumos, que deve seguir um planejamento que garante a menor veiculação de agentes causadores de doenças;
  • O acesso restrito e desinfecção de pessoas e veículos à granja, ressaltando que o vazio sanitário deve ser respeitado de acordo com o cronograma de desinfecção;
  • O manejo de dejetos e resíduos de desinfecção também é um fator de grande relevância na produção, o qual deve seguir um planejamento da rotina de destino na propriedade, além de colaborar com a redução da incidência de doenças, trará uma adequação e conservação ambiental;
  • O Manejo diário adequado de ração e água de qualidade.

Estes e muitos outros procedimentos de biosseguridade constam nos programas de Boas Práticas de Produção – BPP, que priorizam o bem estar dos animais, qualidade do ambiente, o bem-estar do trabalhador e, consequentemente, a eficiência produtiva e a qualidade do produto final, afirma Liliana Borges, analista de P&D da ICC Brazil, empresa pioneira na produção de soluções inovadoras para a nutrição animal à base de aditivos de levedura.

Com estes cuidados, é possível reduzir a pressão de contaminações na granja, bem como na área próxima à localização, prevenindo a disseminação de agentes patogênicos. O produtor otimizará a produção, visto que reduzirá o custo com medicamentos e garantirá a sanidade dos animais, proporcionando melhor desempenho e qualidade do produto final.

A ICC Brazil preza pela nutrição, saúde e bem-estar animal e também pela qualidade do produto final que será consumido. Ela possui uma gama de produtos 100% naturais, que contribuem para o desenvolvimento saudável e aumento do desempenho, sendo uma alternativa aos melhoradores de desempenho, agindo de maneira inteligente, segura, fortalecendo o sistema imunológico dos animais.

 

Um de seus principais produtos é o ImmunoWall®, ®, composto por MOS e uma alta concentração de B-glucanas que atuam no controle de patógenos e possuem ação imunomoduladora, favorecendo uma resposta mais rápida e efetiva contra os desafios impostos pelo campo. Como consequência, há uma melhora na saúde intestinal e bem-estar dos animais, bem como no seu desempenho. Há ainda o Hilyses®, que possui nucleotídeos e nucleosídeos livres, potencializando a multiplicação celular e garantindo que o animal atinja o seu potencial máximo. É especialmente indicado para fases iniciais e de crescimento, reprodução, lactação, períodos de estresse e grandes de desafios.

Para ruminantes, um dos produtos mais recomendado é o RumenYeast®. Composto principalmente por metabólitos de fermentação, ajuda a regular o pH dos animais, sendo a nutrição ideal para a microbiota ruminal, além de promover a melhora da saúde intestinal e fortalecimento do sistema imune.

Sobre a ICC Brazil

A ICC Brazil é uma empresa de soluções para saúde e nutrição animal. Reconhecida no Brasil e internacionalmente por ser inovadora, desenvolve produtos à base de levedura obtida através do processo de fermentação de cana-de-açúcar. Desde 1992, em parceria com Universidades e Centros de Pesquisa no Brasil e no exterior, mais de 200 estudos in vitro e in vivo foram realizadas em diversas áreas de produção animal atestando a qualidade e a eficácia dos produtos. http://www.iccbrazil.com/.

Fonte: Literal Link Comunicação Integrada



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies