AUTOR(ES)

Paulo Roberto Raffi

Especialista Técnico em Avicultura da Diamond V no Brasil.

Diamond V

Nos últimos meses, mais precisamente a partir de março deste ano identificamos no Brasil a entrada e a disseminação do coronavírus que causa a doença COVID-19 e que nos determinou um estado de emergência em termos de Biossegurança, o que vem reforçar os conhecimentos e práticas que já são adotados por nós, que trabalhamos com a avicultura.

biosseguridade

Portanto, nos deparamos com a importância do entendimento dos princípios básicos que aprendemos com a biosseguridade avícola, como isolamento, limpeza dos materiais, desinfecção dos utensílios, a simples higienização das mãos etc.

Programa de Biosseguridade

Biosseguridade na Avicultura

biosseguridadeO conceito de biosseguridade na avicultura implica em manter o meio ambiente livre de microorganismos, ou com uma carga mínima, que não interfira na saúde e na produção dos animais.

Podemos defini-la como um conjunto de medidas e procedimentos, que inclui o isolamento e cuidados sanitários e profiláticos dos plantéis para evitar que sejam contaminados por organismos patogênicos.

As medidas de biosseguridade visam prevenir e evitar a entrada de patógenos que podem afetar a sanidade, o bem estar e os rendimentos técnicos das aves. Abrangem os procedimentos dos programas definidos por nós para diminuir o risco de infecção.

O exemplo utilizado por Sesti em 2004 representou um programa de biosseguridade com uma corrente, em que cada elo representa um componente do programa. Qualquer falha em um dos componentes, leva o elo a se romper, determinando a quebra do programa e, consequentemente, a entrada de uma doença no plantel de aves, causando o fracasso do programa.

Quanto aos componentes operacionais de um programa de biosseguridade, consideramos adequados os que são enumerados a seguir:

1) Isolamento

A granja deve ter uma cerca perimetral, se possível de alambrado, que impeça a entrada de pessoas e veículos não autorizados e também a entrada de outros animais.

2) Controle de Trânsito

As pessoas que devem ter todos os cuidados são os funcionários. E estes devem evitar contatos com aves de fundo de quintal e outras aves antes de entrar na granja. As medidas devem se estender aos veterinários e outros profissionais que devem tomar cuidados máximos, pois visitam mais de uma granja e podem ter estado em granjas com problemas.

biosseguridadeO pessoal de manutenção que trabalha nas granjas pode representar um grande risco devido à possibilidade de levar cargas microbianas de uma granja a outra, através das caixas de ferramentas e dos maquinários utilizados.

3) Monitoramento laboratorial, confecção de registros e comunicação de resultados 

biosseguridadeO programa de biosseguridade deve ser averiguado e monitorado para confirmar a presença, ou ausência de determinados patógenos nos lotes de aves.

4) Higienização, controle de vetores e tratamentos de resíduos 

biosseguridadeSem uma boa limpeza e desinfecção dos aviários não podemos atingir o objetivo final de um programa de biosseguridade.
biosseguridadeAlém das limpezas diárias e de rotina em função das aves, devemos aproveitar os vazios sanitários dos aviários, ou intervalos entre lotes, para fazer um ponto de corte das contaminações que possam restar do lote anterior.

Evite que fiquem resíduos de fezes, penas, poeira e qualquer outro material orgânico do lote anterior para que o próximo lote não seja contaminado, uma vez que alguns patógenos morrem facilmente, mas outros conseguem sobreviver se as condições são ótimas e, principalmente, se estão em presença de matéria orgânica.

biosseguridadePara evitar qualquer esquecimento de limpeza, devemos fazer um Check-List da limpeza de toda a estrutura dos aviários e equipamentos. Havendo pontos com sujeira, devemos refazer a limpeza para, então, liberar a desinfecção.

5) Programa de vacinações

BiosseguridadeÉ necessário seguir o calendário e o programa de vacinações que foi estabelecido pelo veterinário, pois as vacinas a serem aplicadas, assim como quarentenas e medicações estão em conformidade com o histórico e os desafios da região.

6) Erradicação de Doenças 

O vazio sanitário é o melhor momento para erradicar uma enfermidade da granja de frangos, no caso de existir um lote com problemas como por exemplo, Salmonella spp.

A granja deve contar com um sistema de manejo para os resíduos, conforme legislação ambiental da região onde está instalada.

biosseguridade

Distribuição das aves na câmara com palha da soja.

 

biosseguridade

Agregação de água    Tombamento da pilha fotos: Paulo G.de Abreu

7) Auditorias Doenças

biosseguridadeAs auditorias são ferramentas que nos ajudam a checar o programa de biosseguridade e, no caso de encontradas irregularidades, podermos agir, realizando planos de ações e ajustes nos procedimentos.

8) Educação continuada

biosseguridadePara assegurar a continuidade e uniformidade dos resultados de um programa de biosseguridade devemos manter um plano contínuo de treinamento para que todos se conscientizem de que sempre será mais econômico prevenir, do que remediar um problema sanitário.

9) Plano de contingência 

As empresas avícolas devem estabelecer um plano de contingência para as emergências, ou toda vez que ocorra uma doença grave nas aves.

Este plano deve contar com procedimentos extras e os obrigatórios, até que se tenha os resultados de laboratório comprovando que o lote está positivo, ou negativo. Com o plano, poderemos bloquear a disseminação de possível doença para outros lotes, até que se elimine as aves, se for esse o caso.

Em termos práticos, biosseguridade se trata, realmente, de agir para diminuir os riscos sanitários.

E estes riscos estão previstos em lei (Instruções Normativas do Ministério da Agricultura), sendo que as principais normas de aves podem ser consultadas clicando aqui).

Porque necessitamos da Bioseguridade?

Requerimentos de clientes

Eles determinam que tipo de produtos e respectivas qualidades querem receber, dentre os quais, produtos que não coloquem em risco a sua saúde e de seus colaboradores. 

Requerimentos globais dos governos

Os governos que são signatários da OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) devem seguir normas para garantir a saúde de seus planteis animais, assim como comunicar problemas conforme estas normas.

Regulamentação da alimentação e saúde

“Da Granja até a Mesa”, ou seja, cada vez mais os consumidores querem saber de onde vêm e como são produzidos os alimentos que consomem.

Redução drástica de medicamentos aprovados

Com a preocupação mundial em relação à resistência dos patógenos aos antimicrobianos, muitos medicamentos foram proibidos e/ou desaprovados para o uso nas criações animais.

Perdas de produtos e vendas por problemas sanitários

Dependendo do problema, os animais devem ser sacrificados (Gripe Aviária) e mercados de exportação são fechados, ocasionando perdas.

É obrigação, é LEI

Como vimos anteriormente, está previsto em normas e leis as quais devemos respeitar e adotar.

biossegurança e biosseridade

Biossegurança

Já a Biossegurança refere-se quase que exclusivamente a assuntos de saúde humana e pode ser definida como “prevenção” à exposição a agentes de enfermidades e/ou a produtos biológicos capazes de produzir doenças em seres humanos.

Cuidar do homem e do meio ambiente. É isso que a biossegurança busca por meio de ações, estudos ou procedimentos para evitar os riscos causados pelo uso de agentes químicos, físicos e biológicos.

Quais as principais áreas de risco dentro das empresas avícolas?

biosseguridadeÁreas com concentrações de pessoas

ENTRADA e SAÍDA DE FUNCIONÁRIOS

biosseguridadeFrigoríficos entrada e saída funcionários e postos de trabalho

Granjas de Matrizes portaria, vacinações e seleções.

biosseguridadeGranjas de Frangos aviários (alojamentos e apanha das aves).

Fábricas de Rações entrada e saída de funcionários.

biosseguridadeRefeitórios, Vestiários e Chuveiros (área de banho).

Transporte de Funcionário ônibus, van (externo e interno)

biossegurança e biosseguridade

Quais principais medidas devem ser adotadas para minimizar os impactos?

Estabelecer comitê de crise – Diretoria, RH, Segurança do Trabalho, Serviço Médico e Social, Assessoria de Imprensa.

Elaborar plano de contingência – para o caso de confirmação de funcionários positivos.

Normatizar treinamentos e procedimentos de desinfecções – uso de álcool em gel, lavagem das mãos e das comunicações internas.

Fornecer número de telefone exclusivo para COVID-19 – tira dúvidas e comunicações.

Estabelecer contatos – área saúde e imprensa do município para facilitar ações em caso de urgência.

Afastar funcionários – acima de 60 anos, grávidas e comorbidades.

Afastar funcionários cujos cônjuges trabalham na área da saúde e que tenham na casa pessoa com suspeita e/ou positiva para Covid-19.

Funcionários com sintomas de gripe (febre e tosse) devem ser afastados e monitorados, ficar em quarentena por 14 dias.

Funções administrativas – homeoffice, se possível

Alterar horários de entrada dos funcionários, diminuindo números por entrada (mínimo necessário por entrada).

Fornecer máscaras de tecido para o trânsito da casa para o trabalho e vice versa, se possível kit de álcool e máscaras para os familiares, com cores diferentes.

Fornecer máscaras (N95) para áreas internas e luvas para os funcionários das portarias, ou que tenham contatos com materiais externos.

Aferir temperatura dos funcionários nas entradas dos ônibus e da empresa, com anotação dos dados.

Distribuir álcool em gel em pontos estratégicos, ônibus e todos os veículos utilizados pela empresa.

Colocar pedilúvios nos ônibus e desinfetar locais de contato do motorista e dos passageiros. Se possível, desinfetar todas as viagens (termonebulizador/a seco).

Manter e melhorar condições de higiene, chuveiros (funcionando bem), banheiros, uniforme (após o uso mergulhar no desinfetante)

bkosseguridade

Este Novo Normal chegou para ficar, nos levando à adoção de normas e obediência a regulamentos, para proteger a saúde dos animais e de todos.

Nós que trabalhamos com a avicultura e, consequentemente, adotamos a biosseguridade como premissa básica de proteção e prevenção a enfermidades, devemos aproveitar todos os conhecimentos que já possuímos para reforçar as medidas de biossegurança e proteger todos os colaboradores.

Quando estabelecemos os pontos críticos de controle de um Programa de Biosseguridade e estes são monitorados corretamente, verificamos êxito ao observar a diminuição dos problemas sanitários, índices de mortalidade e gastos com medicamentos. Também a melhora na qualidade dos produtos como ovos férteis, pintinhos e frangos, que atendam aos requisitos sanitários, tanto para o mercado interno, como exportação.

Comitê de Biosseguridade e Biossegurança

Estabelecer um comitê de Biosseguridade e Biossegurança, com uma equipe multidisciplinar, de caráter permanente formado por: pessoal das unidades de fomento, sanidade, qualidade, fábrica de rações, incubatório, frigorifico, fábrica de farinha de origem animal, logística e direção da empresa.

Cada representante fica encarregado de executar e divulgar as informações e ações na sua área de atuação sendo as principais:

  • Estabelecer uma frequência para as auditorias;
  • Auditar as unidades nomeadas no Programa de Biosseguridade;
  • Apresentar resultados das unidades em reuniões semanais;
  • Estabelecer plano de ações corretivas.

Os procedimentos de limpeza, desinfecção, desinfestação, desratização e os demais devem descrever a realidade prática das atividades da granja e, para isso, os funcionários devem participar com sugestões para a criação destes procedimentos.

Biosseguridade e Biossegurança devem fazer parte da cultura da empresa, a tal ponto que todos possam contribuir para o sucesso do programa.

M Cassab




MERCADO +

DataProdutoValor
19/03/2021 Congelado +
(kg)
R$ 6,44
19/03/2021 Resfriado +
(kg)
R$ 6,45

* ORIGEM BASTOS (SP)
DataProdutoValor
08 - 12/03/2021 Branco +
Vermelho +
(cx. 30 dúzias)
R$ 127,32
R$ 149,89

* ORIGEM BASTOS (SP)

SESSÕES TÉCNICAS ESPECIAIS +

NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies