08 abr 2019

Aurora Alimentos completa 50 anos formada por mais de 100 mil famílias

Aurora Alimentos 50 anos


Diamond V

A Cooperativa Central Aurora Alimentos chega aos 50 anos de fundação como uma comunidade produtiva formada por mais de 100 mil famílias, espalhadas por cerca de 300 municípios brasileiros. Os festejos do cinquentenário do terceiro maior conglomerado industrial do setor de carnes do Brasil iniciam dia 12 de abril e seguem até o dia 23 de novembro.

A Aurora reúne 28 mil empregados diretos, 65,5 mil famílias rurais cooperadas que formam a base produtiva no campo e 10,2 mil colaboradores das 11 cooperativas agropecuárias que a constituem, totalizando 104 mil famílias.

No dia 15 de abril de 1969, dezoito homens representando oito cooperativas do Oeste Catarinense assinaram uma ata com o objetivo comum: constituir uma Cooperativa Central para industrializar e comercializar a produção de suínos dos associados.

Ao organizar a produção e obter uma oferta em escala, a Coopercentral criou bases para a industrialização da produção gerada pelos associados das cooperativas filiadas. No comando da Coopercentral e da CooperAlfa, Aury Luiz Bodanese projetou a instalação do parque agroindustrial das próprias cooperativas para processar carnes, grãos e leite.

Iniciou um movimento de autoindustrialização, que marcou o cooperativismo brasileiro, agregando valor à produção e garantindo renda à família rural. A Aurora tem atuado também como difusora do conhecimento científico, assegurando o acesso do pequeno produtor aos avanços da pesquisa agropecuária.

Está gostando desse conteúdo? Cadastre-se para receber nossa newsletter semanal!

Unidades

A Coopercentral Aurora Alimentos é um conglomerado agroindustrial sediado em Chapecó (SC), que:

  • pertence a 11 cooperativas agropecuárias;
  • sustenta 28.000 empregos diretos;
  • tem capacidade de abate de 20 mil suínos/dia;
  • tem capacidade de abate de 1 milhão de aves/dia;
  • tem capacidade de abate de processamento de 1,5 milhão de litros de leite/dia.

A Cooperativa Central mantém:

  • oito unidades industriais de suínos;
  • sete unidades industriais de aves;
  • seis fábricas de rações;
  • 13 unidades de ativos biológicos (incluindo granjas, incubatórios e unidade de disseminação de gens);
  • 16 unidades de vendas; e
  • a sede central (matriz).

As sete plantas para processamento de aves são:

  • Frigorífico Aurora Maravilha (SC);
  • Frigorífico Aurora Quilombo (SC);
  • Frigorífico Aurora Erechim (RS);
  • Frigorífico Aurora Abelardo Luz (SC);
  • Frigorífico Aurora Guatambu (SC);
  • Frigorífico Aurora Xaxim (SC); e
  • Frigorífico Aurora Mandaguari (PR).

As seis fábricas de rações estão instaladas em Chapecó (SC), Erechim (RS), Cunha Porã (SC), Guatambu (SC), Xaxim (SC), Mandaguari (PR). E as duas unidades armazenadoras de grãos estão instaladas em Chapecó (SC) e em São Gabriel do Oeste (MS).

Cooperativas

A Coopercentral Aurora é um conglomerado agroindustrial sediado em Chapecó (SC), que pertence a 11 cooperativas agropecuárias:

  • Cooperalfa (Chapecó/SC);
  • CooperA1 (Palmitos/SC);
  • Coopercampos (Campos Novos/SC);
  • Copérdia (Concórdia/SC);
  • Auriverde (Cunha Porã/SC);
  • Cooperitaipu (Pinhalzinho/SC);
  • Coasgo (São Gabriel do Oeste/MS);
  • Coopervil (Videira/SC);
  • Cocari (Mandaguari/PR);
  • Colacer (Lacerdópolis/SC); e
  • Caslo (São Lourenço do Oeste/SC).

Desempenho  Anual

Em 2018, a receita bruta com vendas da Cooperativa alcançou R$ 9,1 bilhões, representando um crescimento de 2,5% em relação ao ano anterior. O mercado interno representou 76% das receitas, enquanto o mercado externo foi  gerador de 24%  das mesmas.

No segmento de avicultura, as sete indústrias avícolas totalizaram o abate de 229,5 milhões de cabeças de aves. Destaque do ano de 2018 foi a obtenção de resultados recordes de índice de eficiência produtiva durante todos os meses, com exceção de junho, em função da paralisação dos caminhoneiros ocorrida em maio.

Também foram obtidos resultados significativos nos lotes de fêmeas e machos, com seis quebras de recordes internos.

Entre  os investimentos totais  realizados pela Aurora Alimentos em 2018 (que ao todo somaram R$ 188 milhões), os investimentos  no setor de aves foram:

  • aquisição de máquinas desossadoras de pernas no Frigorífico Aurora Guatambu (R$ 16,9 milhões); e
  • aquisição de máquinas desossadoras de coxas Mayekawa no Frigorífico Aurora Mandaguari (R$ 8,4 milhões).

Efeitos Sociais Regionais

Nos quase 300 municípios onde atua nos Estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul a Aurora gerou R$ 1,243 bilhão em ICMS, R$ 3,583 bilhões em valor adicionado na atividade agropecuária, R$ 2,811 bilhões na atividade industrial e R$ 1,101 bilhão em remuneração e encargos sobre a folha de pagamento.

Em 2018, a Aurora figurou entre “As melhores empresas em IDHO – Índice de Desenvolvimento Humano Organizacional” e obteve a sexta posição entre “As empresas mais amadas do Brasil”, segundo ranking elaborado pelo site de carreira Love Mondays.

A empresa ainda foi distinguida por diversos prêmios como Top Of Mind 2018, Personalidade de Vendas da ADVB/SC para o presidente Mário Lanznaster, 500 Maiores do Sul do Brasil da Revista Amanhã, Empresa Cidadã ADVB/SC 2018, 67ª maior empresa do País do ranking Melhores e Maiores da Revista Exame.

Foi uma das primeiras empresas brasileiras a aderir ao Programa Nacional de Abate Humanitário, mundialmente conhecido pela sigla STEPS. Para exteriorizar a prioridade que dedica a esse tema, foi criada no site oficial uma aba derivada específica (dentro da aba de sustentabilidade) para apresentação e acompanhamento do programa de bem-estar animal da empresa.

Novo Mandato

O presidente Mário Lanznaster foi reeleito em janeiro para mais um mandato de quatro anos, ao lado de Neivor Canton (vice-presidente) e Marcos Antonio Zordan (secretário do Conselho e diretor de agropecuária).

Segundo ele, a orientação “é prosseguir investindo no aumento da produção e no desenvolvimento de novos produtos para permanecer entre as melhores companhias de alimentos do mundo”. Lanznaster assinala que, em razão de sua natureza cooperativista, a Aurora, ao tempo em que busca a eficiência produtiva e o sucesso econômico, cumpre importante papel social.

Laznaster salienta que “as perspectivas para 2019 – ano do nosso cinquentenário – são estimulantes em face da decisão da nova administração federal em manter uma política econômica ortodoxa e priorizar a aprovação de reformas estruturais, que podem promover o reequilíbrio fiscal, abrindo espaço para recuperação mais rápida da economia. A agenda liberal do novo Governo e a pauta de franco apoio à produção são positivas e influenciam a retomada da confiança e a volta dos investimentos”.

Assessoria de Imprensa Aurora Alimentos

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies