28 jan 2019

Exportadora de carne de pato também foi desabilitada pela Arábia Saudita

Exportadora de carne de pato brasileña: Inhabilitada por Arabia Saudita


Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

A empresa Villa Germania Alimentos S.A., com sede no município de Indaial (SC), também foi desabilitada pela Arábia Saudita para a exportação de aves para aquele país. A informação foi divulgada na tarde desta segunda-feira (28/1) pela ACAV (Associação Catarinense de Avicultura), entidade de representação e defesa das indústrias de abate e processamento de aves em Santa Catarina.

Segundo nota da ACAV, a Villa Germania é a única empresa de abate e processamento do Brasil e da América Latina a exportar carne de pato para a Arábia Saudita. A unidade gera 300 empregos diretos e mantém uma base produtiva no campo com 50 famílias rurais do Planalto Norte, Vale do Itajaí e Alto Vale do Itajaí.

A empresa iniciou as exportações em 2008 e nunca havia sofrido descredenciamento. Desde 2003 opera sob a matrícula SIF 4021 do Ministério da Agricultura, com todas as licenças, alvarás e licenciamentos rigorosamente em dia.

Nos últimos 5 anos, a Villa Germânia tornou-se a maior fornecedora de carne de pato para a Arábia Saudita, respondendo, em alguns anos, por quase 100% das importações sauditas para essa categoria de proteína. Nesse período, a Arábia Saudita respondeu por 30% do faturamento da empresa com exportações.

A empresa já solicitou ao Ministério da Agricultura, à ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), à Secretaria de Estado da Agricultura e à ACAV apoio para o restabelecimento urgente do credenciamento.

Conforme informado anteriormente pela ACAV, outras empresas catarinenses também foram afetadas. A BRF de Concórdia e a Vossko de Lages foram desabilitadas. A unidade de perus da BRF, em Chapecó, não chegou a ser habilitada porque estava em regime de lay off, com produção paralisada, quando a missão técnica da Arábia Saudita esteve no Brasil.

As três empresas iniciaram as tratativas para reabilitação das quatro plantas.

Santa Catarina tem grande protagonismo no universo da avicultura industrial: é o segundo Estado produtor e exportador, tendo, em 2018,  embarcado para 135 países 1,4 milhão de toneladas de carne de frango, obtendo divisas de 1,8 bilhão de dólares. Responde por 28,67% das receitas das exportações brasileiras tendo como principais compradores Japão, China e Arábia Saudita.

Assessoria de Imprensa da ACAV

Gostou dessa matéria? Cadastre-se para receber nossa newsletter semanal!



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA

img13

Por Felipe Lino Kroetz Neto

View more


 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies