07 maio 2021

Arábia Saudita suspende 11 plantas exportadoras de carne de aves

Arábia Saudita


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Conteúdo disponível em: English (Inglês)

A Arábia Saudita suspendeu 11 plantas avícolas brasileiras que exportavam para o país. A informação foi constatada em nova lista de plantas brasileiras autorizadas a exportar, publicada nesta quinta-feira (6/5) pela SFDA (Saudi Food and Drug Authority), que exclui os referidos estabelecimentos, previamente permitidos.

Segundo nota do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e do Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro recebeu com surpresa e consternação a decisão da Arábia Saudita. A nota emitida na noite desta quinta-feira informa ainda que não houve contato prévio das autoridades sauditas, tampouco apresentação de motivações ou justificativas que embasem as suspensões.

Arábia Saudita

“Até o momento, apenas o Brasil foi objeto de atualização de lista de exportadores de carne de aves”, informa a nota conjunta dos Ministérios.

O documento reitera os elevados padrões de qualidade e sanidade seguidos por toda a cadeia de produtos de origem animal brasileira, assegurados por rigorosas inspeções do serviço veterinário oficial. “Há confiança de que todos os requisitos sanitários estabelecidos por mercados de destino são integralmente cumpridos”, completa.

O governo brasileiro iniciou contatos com as autoridades da Arábia Saudita e da embaixada desse país em Brasília para buscar esclarecer o episódio. “Todas as vias bilaterais e multilaterais serão empregadas com vistas à pronta resolução da questão”, completa a nota.

Caso se comprove a interposição de barreira indevida ao comércio, o Brasil poderá levar o caso à OMC. A Arábia Saudita é o segundo maior importador de carne de frango brasileira entre os países Árabes, tendo importado 41,1 mil toneladas em março (+4%) e 120,8 mil toneladas de janeiro a março de 2021 (+8,5%).

Segundo relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), divulgado em setembro de 2020, o Reino da Arábia Saudita tinha planos para aumentar o nível de autossuficiência em carne de frango, dos então 60%, para 80% até 2025.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies