11 out 2017

Amor aos Pedaços vai adotar uso de ovos livres de gaiolas

ovos livres de gaiolas


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

A franquia de doceria brasileira, Amor aos Pedaços, se comprometeu a utilizar apenas ovos livres de gaiolas (processados e in natura) em todos os seus produtos a partir de 2025. A decisão foi tomada após conversas com a Humane Society International (HSI) e outras organizações de proteção animal, segundo nota divulgada pela HSI.

“Os consumidores já não aceitam as práticas de produção de suas empresas favoritas sem questionamento”, afirma a gerente de programas e políticas corporativas do departamento de proteção aos animais de produção da HSI no Brasil, Fernanda Vieira. Segundo a entidade, o uso de gaiolas em bateria convencionais para galinhas poedeiras já foi proibido ou está em processo de eliminação em todos os estados membros da União Europeia, seis estados norte-americanos, Canadá, Nova Zelândia e Butão.

A entidade informa ainda que a Índia, terceiro maior produtor mundial de ovos, também está discutindo uma proibição nacional.

A Amor aos Pedaços, com  mais de 50 unidades no Brasil, se une a outros líderes da indústria de alimentos que também já anunciaram uma política de uso de ovos livres de gaiolas no Brasil e na América Latina, incluindo a Unilever, que se comprometeu com uma cadeia de fornecimento de ovos livres de gaiolas em bateria a partir de 2020, e a Nestlé, maior empresa de alimentos do mundo.

A HSI informa também que o mesmo trabalho foi feito junto ao Burger King e a Arcos Dorados, sendo esta última, a empresa que opera os restaurantes do McDonald’s no Brasil e em mais 19 países na região. As empresas comprometeram-se com uma cadeia de fornecimento 100% de ovos livres de gaiolas, como fizeram outros grandes operadores de restaurantes, totalizando milhares de restaurantes no Brasil e na América Latina.

O Compass Group (GRSA no Brasil) e a Sodexo também anunciaram uma política global livre de gaiolas em parceria com a HSI, segundo nota da entidade. Assim como a Alsea, maior operadora de restaurantes da América Latina e da Espanha, e o Grupo Bimbo, maior grupo de panificação do mundo.

A iniciativa é uma tendência crescente que também já foi anunciada por grandes empresas como JBS, BRF, Sapore, Casa do Pão de Queijo, International Meal Company (IMC), Grupo Trigo, Brazil Fast Food Corporation (BFFC), Subway, Giraffas, Habib’s, Cargill, Bunge, Hemmer, Barilla, Intercontinental Hotels Group, AccorHotels, Marriott International e Hilton Worldwide.

Com informações da HSI

 

Diamond V


NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Julho 2021

ARTIGOS DA REVISTA



 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies