28 abr 2021

África do Sul: BRF tem mais duas plantas autorizadas a exportar suínos e frangos

BRF Lajeado Exportação África do Sul


AUTOR(ES)

Priscila Beck

Diamond V

Conteúdo disponível em: Español (Espanhol)

A BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, conquistou a habilitação para mais duas unidades produtivas exportarem para a África do Sul. As plantas de Lucas do Rio Verde (MT) e de Lajeado (RS) receberam autorização para exportar suínos e frangos, respectivamente.

Com as duas, já são 20 unidades da BRF habilitadas a exportar diferentes tipos de itens para o país africano. No total, a BRF possui 59 tipos de produtos habilitados – a unidade de Lucas do Rio Verde, por exemplo, já era habilitada para exportar frangos e agora ganha a opção para exportar carne suína.

BRF Lajeado Exportação África do Sul

BRF Lajeado (RS)

Com cerca de 60 milhões de habitantes, número comparável ao da população da Itália, a África do Sul apresenta a mais alta renda per capita em seu continente, sendo considerado um dos países de economia emergente.

“As novas habilitações fortalecem a inserção da BRF em mercados estratégicos, de forma alinhada com as perspectivas de crescimento traçadas pela nossa Visão 2030″, afirma Luiz Tavares, gerente executivo de Relações Institucionais Internacionais da BRF. “Consolidar nossa presença em uma das maiores economias do continente é fundamental para expandirmos e diversificarmos nosso portfólio globalmente”, completa.

Visão 2030

A empresa registrou R$ 2,462 bilhões em investimentos de capital no geral em 2020 – sendo que apenas para ampliar sua capacidade produtiva foram mais de R$ 300 milhões, 244% superior ao aporte realizado em 2019 (R$ 87 milhões). As cifras irão possibilitar um rápido crescimento da produção de itens de alto valor agregado, como pizzas, alimentos empanados, fatiados e embutidos, no Brasil e na Arábia Saudita, da ordem de 5% até o fim de 2021.

Os investimentos fazem parte do plano Visão 2030, anunciado em dezembro último para ampliar mercados, novos negócios, tecnologia e iniciativas de sustentabilidade, que pretende triplicar a receita da BRF na próxima década. Serão R$ 55 bilhões investidos de recursos próprios e o objetivo é chegar a R$ 100 bilhões em 2030.

Outra mudança importante é aumentar a presença de mercado em produtos prontos, com mais valor agregado. Hoje, metade da receita vem desse segmento e o objetivo é chegar a 70%.

Fonte: BRF

 



NOVIDADES

 

REVISTA

Revista aviNews aviNews Brasil Abril 2021

ARTIGOS DA REVISTA

img13

Por Felipe Lino Kroetz Neto

View more


 
 


Consultar outras edições


 

Cadastro Newsletter aviNews Brasil

Tenha acesso a boletins de nossos especialistas e a revista digital.



 

aviTips
aviNews Brasil
no Youtube

 
logo

GRUPO DE comunicação agrinews

Política de Privacidade
Política de Cookies